Tênis infantil: Como avaliar e escolher um bom programa para o seu filho?

Tênis infantil: Como avaliar e escolher um bom programa para o seu filho?
junho 12 12:53 2015

Como você escolhe a escola de seu filho? Em geral alguém conhecido lhe indica.  Ou então você se identifica com a pedagogia dessa escola ( “Montessori”, “Construtivista”, “Antroposófica”, etc.), ou com os valores mais importantes que a escola estimula em seus alunos (cidadania, competitividade no mercado de trabalho, gostar de aprender, etc.).

Para escolher um bom programa de tênis infantil, você pode ter o mesmo carinho e cuidado.  Com esta série de perguntas e respostas, esperamos informá-lo do que esperar de uma boa “ESCOLA DE TÊNIS INFANTIL”.

Quanto mais cedo meu filho começar, melhor?  DEPENDE.  As crianças possuem características e necessidades muito particulares.  As aulas devem respeitá-las: sendo divertidas, com raquetes menores, e visando uma boa educação psicomotora (corridas, saltos, arremessos).  As instruções devem ser simples, e as atividades variadas.  A sensação de prazer e de sucesso que a criança experimenta em cada aula, conduzida por professores interessados e interessantes, podem fazer com que seu filho goste do esporte para sempre.  A idade boa para começar é quando a criança mostrar interesse.

Se o professor tiver sido um campeão, meu filho aprenderá mais e melhor?  DEPENDE.  Saber demonstrar corretamente os golpes é importante, pois o aprendizado se dá muito pelo canal visual.  Qual tenista já não experimentou jogar super bem depois de acompanhar uma partida entre os profissionais ao vivo ou pela TV?   Mas, boa demonstração dos golpes não é tudo.  O professor deve ser um grande motivador, um exímio comunicador, gostar e entender de crianças, ter boas atitudes.  E ser divertido!

Quanto tempo demora para meu filho aprender a jogar?  O tênis tem um aprendizado mais longo e mais complexo do que o futebol, o basquetebol, o voleibol, o handebol, a natação, pois envolve muitas habilidades diferentes e aspectos psicológicos intensos.  Imagine-se (se você não joga tênis; se você joga, procure lembrar de quando  estava começando) numa quadra enorme, com um objeto pesado na mão, sozinho, com todo mundo olhando.  Os “erros” no tênis são muito evidentes, não tem um time para dividir as derrotas, não há técnico para dar instrução na virada, não dá prá pedir tempo se você ficar cansado, e ainda por cima tem-se que enfrentar o sol e o vento!  Por isso mesmo é um esporte tão interessante!  O tempo de aprendizado será mais curto se seu filho puder praticar entre as aulas.

Participar de campeonatos acelera o aprendizado? DEPENDE.  Os primeiros anos do tênis (vamos dizer dos 7,8 até os 12,13 anos) devem ser FORMATIVOS, e não competitivos.  Jogar partidas entre os amigos e participar de torneios não se constitui num problema em si, se a ênfase dos adultos que  rodeiam a criança (professor, dirigentes de federações e pais) for em aprender a jogar.  Cobrar resultados precocemente pode afetar a auto-estima da criança, e limitar suas potencialidades como atleta e como pessoa.  A idade média adequada para uma criança se submeter a um treinamento (pois estará madura física e mentalmente para tal) é entre 13 e 15 anos.

 

Você tem mais perguntas?  Nós temos as respostas – contato@areadetreino.com.br

  Sessão:
escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda!

comente primeiro...

Only registered users can comment.