Suplementos Alimentares e Alimentação Equilibrada

julho 11 17:35 2015

Já comentamos o fato de existir um estigma em relação aos suplementos nutricionais. A origem das restrições e do receio do consumo de suplementos está na confusão de conceitos e na herança perniciosa da ideia de que suplemento é a mesma coisa que anabolizante.

Nunca é demais lembrar que para um produto ser classificado como suplemento ele tem que ser em essência um alimento. A diferença é que os suplementos são nutrientes isolados, porém as moléculas dos componentes de um suplemento são as mesmas que encontramos nos alimentos.

Hoje em dia, sabemos ser cada vez mais difícil alguém praticar aquilo que se costuma chamar de alimentação equilibrada. Aliás, este conceito é absolutamente indefinido para a grande maioria das pessoas.

O que quer dizer alimentação equilibrada?

Outro dia pareceu nas redes sociais um post de alguém muito criativo que disse que para ele, alimentação equilibrada é um pastel em cada mão!

A mania de dizer que o praticante de exercícios que tem uma alimentação equilibrada não precisa de suplementos esbarra exatamente na falta do entendimento deste conceito. O que constatamos é que a qualidade dos alimentos é cada vez menos confiável por problemas de conservação, contaminação, sem falar nos apelos midiáticos das redes de fast-food que induzem à prática de vícios alimentares totalmente dissociados do conceito de saúde.

Em relação aos suplementos alimentares precisamos conscientizar o consumidor de alguns aspectos fundamentais:

– Em primeiro lugar, nenhum suplemento faz mal à saúde, desde que consumido na dose correta.

– Suplemento, como o próprio nome caracteriza, é um recurso para ser coadjuvante da dieta e atender a determinadas necessidades.

– Os suplementos podem ser muito úteis principalmente para quem não tem a menor idéia de que deveria utilizá-los, como é o caso de idosos, pacientes em convalescência de alguma doença, indivíduos em tratamento fisioterápico de reabilitação, jovens em fase de crescimento e desenvolvimento etc.

– Sua indicação deve partir de profissionais com formação específica desta área de conhecimento. Esta área é recente e exige uma atualização contínua. Muitos profissionais de saúde são contrários ao uso de suplementos, simplesmente porque não têm o conhecimento do assunto para poder indicar e preferem se eximir da responsabilidade de orientar.

– O exagero do uso de suplementos também é uma preocupação. Se algum produto tem benefício, nunca se deve considerar que quanto melhor.

Orientação de uso e indicação adequada são as palavras-chave.

Na realidade, os suplementos nutricionais são recursos que no futuro próximo certamente terão um lugar muito mais importante e os dados que apontam para um crescimento de 30% ao ano deste mercado já indicam esta tendência.

Dr. Turibio Leite de Barros – www.physioinstitute.com.br

  Sessão:
escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda!

comente primeiro...

Only registered users can comment.