Os cuidados para o tempo seco.

Os cuidados para o tempo seco.
setembro 15 00:45 2016

Tempo seco somado a uma concentração de poluentes na atmosfera é uma combinação que acarreta doenças respiratórias, como rinite, gripe, resfriado, amidalite, entre outras. Apesar de serem comuns e recorrentes, é possível se proteger da maioria delas. Conheça a seguir as causas, sintomas e dicas de prevenção.

Amidaliteseco

É uma inflamação das amídalas, que servem como filtros no fundo de nossa garganta, evitando a passagem de infecções da boca e dos seios da face para o resto do corpo. Pode ser causada por vírus ou bactérias. Os sintomas são dor de garganta e ao engolir, febre, mau hálito e, às vezes, inchaço dos gânglios do pescoço.

Asma

Inflamação do pulmão e das vias aéreas, de fundo alérgico. Por ser uma doença comum em crianças, pode também surgir em adultos a partir de infecções por vírus e bactérias. Chiados no peito, tosse e sensação de falta de ar são os sintomas principais. Não há como prevenir a asma, mas ela pode ser controlada, desde que o tratamento seja seguido e que o paciente e sua família se conscientizem do problema.

Bronquite

É uma inflamação dos brônquios, o que impede a chegada do ar aos pulmões. A forma aguda é causada por vírus e bactérias. A crônica é recorrente e não necessariamente fruto de infecção. Os principais sintomas são tosse seca com chiado, seguida por tosse com eliminação de catarro, dor no peito, fadiga, mal estar e febre. Pode estar ligada a alergias e é agravada com o fumo ou o contato com fumantes.

Gripe

Doença altamente contagiosa, causada pelos vírus influenza, que é mutante. A transmissão ocorre pelo ar, quando pacientes falam, espirram e tossem, e, indiretamente, pelas mãos e por objetos contaminados. Sintomas: entupimento das vias aéreas, inflamação na garganta, dor muscular, dor de cabeça, febre alta, calafrios, fraqueza, tosse seca, espirros e coriza.

Otite

Também conhecida como dor de ouvido, é uma infecção bacteriana do ouvido médio, que fica entre o tímpano e o ouvido interno, muito comum em crianças. Normalmente, vírus e bactérias que infectaram a garganta migram até o ouvido e se multiplicam, graças às secreções da área.

Pneumonia

É uma infecção aguda dos pulmões, causada por bactérias, vírus ou fungos. Os alvéolos pulmonares ficam cheios de muco e líquido, o que impede a respiração correta. Em geral, ocorre quando há falha nas defesas do organismo e pode surgir após uma gripe ou uma bronquite forte. Os sintomas são tosse com catarro, dor no tórax, calafrios, suor, palidez e febre alta.

Resfriado

Muito confundido com a gripe, é uma inflamação bem mais leve do nariz e da garganta, causada por outros vírus. Sintomas: espirros, tosse, dor de garganta, dor muscular, secreção nasal intensa, dor de cabeça e febre baixa ou ausência de febre. Não existe tratamento. Os remédios servem apenas para aliviar os sintomas até a recuperação natural do organismo.

Rinite

É a mais comum das doenças alérgicas, causada pela inflamação, ou pela simples irritação, da mucosa do nariz. Os principais sintomas são espirros, coriza, coceira e entupimento do nariz.

Sinusite

É a inflamação da mucosa que reveste os chamados “seios da face”, cavidades do crânio em torno do nariz, causada por alergias ou infecções virais e bacterianas. Os principais sintomas são dor de cabeça, inchaço nas pálpebras, nariz entupido e dor nos olhos.

Saiba como se proteger:

• Beba bastante água, sucos e refrescos;

• Faça exercícios físicos, como correr, caminhar ou nadar. Eles aumentam a capacidade respiratória;

• Não fume e evite locais onde se concentram fumantes,

• Seque as roupas no sol;

• Lave as mãos com frequência;

• Tome a vacina anual contra a gripe. Ela é uma proteção importante;

• Coma alimentos ricos em vitaminas C, como limão, laranja, abacaxi e acerola;

• Mantenha limpas as roupas de cama, especialmente cobertas e edredons;

• Evite aglomerações e mantenha arejados os ambientes internos da casa e do trabalho, evitando cortinas e carpetes que acumulem poeira;

• Não tome banho com água muito quente, pois provoca ressecamento da pele. Procure utilizar creme hidratante e protetor labial;

• Umidifique o ambiente com umidificadores, toalhas molhadas, vasilhas com água, rega de jardim etc.;

• Amamente o bebê. A amamentação garante uma proteção maior à criança;

• Se for idoso ou for portador de doenças respiratórias ou do coração, evite exercícios moderadores ou intensos em qualquer local.

  Sessão: