Importância do treinamento de resistência máxima

agosto 04 23:18 2015

Um dos aspectos do desenvolvimento muscular durante o treinamento atlético é: Os músculos que funcionam sem qualquer sobrecarga, até mesmo quando exercitados durante horas, conseguem pouco aumento de sua força.

Por outro lado, os músculos que se contraem com sua força máxima de contração irão desenvolver força muito rapidamente, até mesmo quando as contrações realizadas apenas poucas vezes por dia. Baseando-se nesse princípio, experimentos relacionados com o aprimoramento muscular mostraram que (6) contrações máximas ou quase máximas efetuadas em três series separadas três vezes por semana proporcionam aumento aproximadamente ideal da força muscular, sem produzir a fadiga muscular crônica. Esse programa de treinamento de resistência mostra que a força muscular aumenta cerca de 30% durante as primeiras 6 a 8 semanas, alcançando quase um platô depois desse período. Justamente com esse aumento da força. Verifica-se aumento percentual aproximadamente igual ao da massa muscular, conhecido como hipertrofia muscular.

“Hipertrofia Muscular”

O tamanho básico dos músculos de uma pessoa é determinado principalmente pela hereditariedade, somada ao nível de secreção de testosterona que, nos homens, produz músculos consideravelmente maiores que nas mulheres. Todavia, com o treinamento, os músculos podem ficar hipertrofiados, talvez por 30 a 60%. a maior parte dessa hipertrofia do maior diâmetro das fibras musculares todavia, isso não é totalmente verdadeiro, pois acredita-se que algumas fibras musculares muito aumentadas podem dividir-se ao meio, por todo seu comprimento, formando novas fibras, com o consequente aumento no numero de fibras. As alterações que ocorrem no interior das próprias fibras musculares hipertrofiadas incluem:

1- Aumento do número de miofibrilas em proporção ao grau de hipertrofia

2- Aumento de até 120% das enzimas mitocondriais

3- Aumento de de 60 a 80% nos componentes do sistema metabólico do fosfagênio, incluindo ATP e fosfocreatina

4- Aumento de até 50% do glicogênio armazenado

5- Aumento de até 75 a 100% nos triglicerídios armazenados (gordura). devido a todas essas alterações, a capacidade do sistema metabólico anaeróbico e aeróbico aumenta, com o consequente aumento da velocidade máxima de oxidação e da eficiência dos sistemas metabólicos oxidativos em até 45%.

 FONTE: Clinica Dr. Marcio Cunha

  Sessão:
escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda!

comente primeiro...

Only registered users can comment.