Crioterapia (aplicação de gelo) auxilia na recuperação do treinamento

Crioterapia (aplicação de gelo) auxilia na recuperação do treinamento
julho 11 18:50 2015

A área de treinamento físico para corrida vem crescendo muito nos últimos anos e, certamente, os avanços nos métodos de recuperação após o treinamento físico são de fundamental importância para o corredor. Neste sentido, o benefício mais perseguido da crioterapia é o efeito analgésico (redutor da dor) que ela propicia, de forma localizada, sem a utilização de agentes farmacológicos.

As modificações extremas de temperatura afetam a condução nervosa que emite o estímulo de dor. Para resultados ótimos, a crioterapia deve ser feita imediatamente após o treinamento ou em até duas horas depois do encerramento das atividades, por um período de 15 a 20 minutos, dependendo da profundidade do tecido a ser alcançado.

No caso de um microtrauma, a utilização de banhos de contraste para facilitar a resposta capilar é recomendada. A exposição inicial, porém, deve ser com a utilização do frio, posteriormente, você pode empregar os banhos de contraste por uma ou duas horas após o tratamento inicial com gelo. As melhores áreas para a crioterapia são as que requerem maior tempo para sua recuperação, como os músculos mais fracos, músculos com predominância de fibras de contração rápida e as unidades tendinosas.

É muito importante tomar cuidado com a utilização direta do gelo na pele. O tempo necessário para alcançar o efeito desejado é, geralmente, a metade em relação a outras técnicas crioterápicas. A profundidade de penetração, no entanto, é limitada pela tolerância da pele ao frio. As técnicas para aplicação do gelo incluem massagens utilizando copos com gelo, pacotes com substâncias geladas, sacos com gelo picado colocados ao redor do membro lesionado e a utilização de banheiras com redemoinho de água gelada.

  Sessão:
escreva um comentário

Nenhum comentário

Nenhum comentário ainda!

comente primeiro...

Only registered users can comment.