Como melhorar as defesas do corpo por meio da atividade física

Como melhorar as defesas do corpo por meio da atividade física
agosto 17 12:25 2015

Treinamento moderado e dieta balanceada ajudam a melhorar as defesas do corpo

  • Treinos moderados mantém o sistema imunológico equilibrado Crédito: Cienpies/ www.cienpies.net
  • Uma dieta equilibrada também ajuda a evitar problemas Crédito: Cienpies/ www.cienpies.net

O corpo humano tem a capacidade de resistir a quase todos os tipos de organismos ou toxinas que tendem a lesar os tecidos e órgãos. Essa capacidade é denominada imunidade. Dessa forma, o sistema imunológico tem como objetivo reconhecer os organismos invasores, impedir sua disseminação e finalmente eliminá-los do corpo.
O exercício físico pode proporcionar diferentes respostas no sistema imunológico. O exercício de intensidade moderada, praticado regularmente, melhora a capacidade de resposta desse sistema, enquanto o exercício com alta intensidade praticado sob condições estressantes, provoca um estado transitório de imunossupressão (ato de reduzir a atividade ou eficiência do sistema imunológico).
O treinamento físico moderado trás respostas imunológicas saudáveis. Além disso, a corrida de baixa intensidade ajuda a diminuir a ação estressante após o exercício, evitando sobrecarregar o sistema imunológico do organismo humano. Sendo assim, é importante a necessidade do controle das variáveis do treinamento esportivo para evitar o estresse excessivo.
Excesso de treino – O supertreinamento pode acarretar num enfraquecimento do sistema imunológico, aumentando as possibilidades de infecção do organismo. Quando as cargas de treinamento são elevadas, pode ocorrer uma diminuição da função global do sistema imunológico. A intensidade, duração e frequência excessiva de treinamento podem proporcionar um mau funcionamento do sistema imunológico, devido à sobrecarga imposta ao organismo, que pode ocasionar fadiga. Portanto, o supertreinamento prolongado provoca alterações que se manifestam como redução crônica do desempenho, acompanhada de um ou mais sintomas físicos, como elevação da frequência cardíaca de repouso, perda de peso, diminuição da libido, alterações no sono entre outros.
Quem pratica exercícios adequadamente tem uma substância chamada glutamina, constante no organismo. Isso é ótimo, pois a glutamina serve de alimento para os leucócitos. Bem nutridas, essas células trabalham de uma maneira eficiente. Quem treina intensamente, sem orientação, faz com que os níveis de glutamina despenquem, assim como a resistência.
As duas últimas décadas foram marcadas por grandes esforços na tentativa de compreender os mecanismos envolvidos na relação do exercício físico com as alterações no sistema imunitário. Os grandes avanços tecnológicos e científicos no campo da genética e biologia molecular propiciaram um estreitamento e uma maior compreensão dos mecanismos envolvidos na relação do exercício físico com o sistema imunológico.
Os diversos estudos baseados em modelos experimentais e humanos têm demonstrado evidências que o exercício moderado, de intensidade menor que 60 % do Vo2máx com duração inferior a 60 minutos, é associado a menores perturbações no sistema imune. Enquanto o exercício extenuante tem demonstrado características opostas, aumentando o risco de adquirir uma infecção no trato superior respiratório.
Dieta: Aqueles que não seguem uma dieta equilibrada, muitas vezes acabam com um sistema imunológico fraco. Você deve seguir uma dieta saudável para melhorar o sistema imunológico. Aqueles que têm o hábito de comer alimentos processados estão o tempo todo em um risco aumentado de sofrer de distúrbios do sistema imunológico. É muito importante que seu corpo receba os nutrientes que necessita. Você deve incluir alimentos como frutas e legumes frescos, carnes magras e cereais integrais em sua dieta.
Existem vários alimentos que aumentam o sistema imunológico. Certifique-se de que você adicionará alimentos como frutas cítricas, frutas vermelhas, brócolis, repolho, salsa, cenoura, alho, cogumelos, aveia, cevada, levedura e iogurte à sua dieta. Você também deve se manter bem hidratado em todos os momentos. O aumento do seu consumo de água ajudará na eliminação das toxinas do seu sistema. Consumir uma dieta balanceada que contenha vitaminas, minerais, antioxidantes e outros nutrientes, certamente, melhorará o sistema imunológico e aumentará sua resistência contra infecções.
Um aspecto de fundamental importância a ser considerado é que, no inverno, os atletas estão mais suscetíveis a doenças. O que parece mais adequado é que o treinamento físico deva ser estruturado corretamente por um profissional especializado, que entenda as respostas do organismo decorrentes de diferentes intensidades de treinamento. Além disso, muitos preparadores físicos se preocupam apenas com o aumento do rendimento esportivo através de um treinamento físico de alta intensidade, porém se esquecem isso pode causar uma diminuição do sistema imunológico.

Professor pelo Instituto do Coração de SP desde 1994.

Especialista em Reabilitação Cardiovascular pelo InCor.

Mestrado e Doutorado na USP.

  Sessão: